O que o hit “Envolvimento” ensina para os criativos sobre a comunicação de hoje

Postado em: 31-03-2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Carnaval é sempre assim. Surge uma nova música e um monte de gente critica. Fala da pobreza intelectual e aproveita para limar a festa mais popular do Brasil. Foi assim com “Lepo, Lepo”, “Metralhadora”, “Água Mineral”, entre outras. Este ano não foi diferente. Uma canção chamada “Envolvimento” está subindo nas paradas das plataformas de streaming e deixando muita gente revoltada.

“É o fim do mundo”, “Não posso acreditar que moro num país onde um lixo como esse faz sucesso”, “Do jeito que o Brasil gosta. Quanto mais idiota e vazio melhor?”, são apenas alguns comentários que pipocam no vídeo da canção.

Por outro lado, a maioria dos comentários e as avaliações do vídeo seguem positivas. A música já foi elogiada por outros artistas e, aliás, cantada por Wesley Safadão, Solange Almeida e Anitta. Só para citar alguns exemplos.

Julgamentos à parte, a viralização de “Envolvimento” diz muito sobre nossa comunicação. Seja no mercado fonográfico ou nas mídias sociais, o feito de Mc Loma e das Gêmeas da Lacração (Paloma, Mirella e Mariely) serve de inspiração e dá um tapa no status quo.

O clipe da música – que já conta com mais de 11 milhões de views – foi feito na base do improviso. A música nasceu em dois dias e, na sequência, elas gravaram o clipe. Tudo na base do amadorismo mesmo, sem nivelação de áudio. A intro tá baixa, a música tá alta, a edição tá frenética, tem uma luz doida na cara dela, ela dança no chuveiro, a parede tá mal rebocada, a maquiagem é tinta neon, etc.

Viralizou. Tudo ali agrada o povo. Há empatia e identificação entre a cantora, música e o público. É certeiro. Mesmo sem querer. E isso é incrível.

É uma música feita para o momento, para um público acostumado ao Musical.ly, ao Youtube, ao Instagram e seus Stories. É um hit perfeito para uma plateia que curte algo descartável (e não vê problema algum nisso). E o timing com o carnaval é a cereja do bolo. Sem planejamentos mirabolantes, sem projeto Check Mate ou algo do tipo.

Fora o apela social, é claro. Ou você acha que não há política no vídeo? Está tudo ali (e não está). Há o Brasil da garota negra, da periferia feliz, há o Brasil da parede com reboco, o Brasil de quem não pega Uber porque não tem grana, o Brasil que tem 15 anos e nunca foi ao McDonald’s, o Brasil de quem prefere sorrir a chorar, o Brasil do jeitinho. Tudo envolvido.

É um case que não queria ser. E isso é muito atual.

Recentemente, Loma e as gêmeas assinaram com uma gravadora e devem lançar uma nova versão do clipe de “Envolvimento” filmada pelo maior canal do Youtube, o gigante Kondzilla. Profissionalizou.

O lado bom: a música está no Spotify e as garotas poderão colher os frutos da fama.

O lado ruim: o novo clipe foi gravado no Guarujá. A versão original? No Bairro dos Prazeres.

Fonte: ADNEWS
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Entre em contato com a Maketi