8 filmes sobre comunicação e marketing para assistir na Netflix

Postado em: 28-06-2018

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A empresa Netflix tem mais de 100 milhões de assinantes em todo o mundo. O serviço de transmissão online foi fundado em 1997 nos Estados Unidos. Hoje mais de 190 países tem acesso à plataforma, que disponibiliza filmes, séries e documentários para seus clientes. Há uma grande variedade de títulos. O especialista em oratória criativa, Augusto Uchoa, dá algumas dicas para quem quer ver filmes com a temática sobre Comunicação e Marketing e aprender com esses filmes.

Confira os 8 filmes que Uchoa indica em seu canal no Youtube para ensinar e, ao mesmo tempo, entreter:

 

O diabo veste Prada (2006) – o filme com Meryl Streep é ótimo e tem muito mais que o mundo da moda, mostra o preço que ela paga pela ambição. O filme “As 48 leis do poder” explora isso. Você está a fim de pagar o preço pelo sucesso? O filme coloca na balança qual é o preço pela entrega.

Obrigada por fumar (2005) – é a história de um lobista que tem um gigantesco poder de argumentação. Ele é porta-voz de uma empresa de tabaco que defende de forma persuasiva os interesses da empresa. A cena que tem os lobistas de alimentos, armas e cigarros jantando, o diálogo entre eles e quem mata mais é um primor. O personagem Nick Naylor usa os argumentos de maneira correta. Ele usa gatilhos da persuasão de Robert Cialdini, autor de “As armas da persuasão”.

O discurso do rei (2010) – com tópico sobre comunicação e coaching, tutoria e aprendizado, o filme conta a estória do rei que tinha que discursar para milhares de pessoas e tinha problemas de dicção, o que gerava descrédito. Com a ajuda de um professor de fonoaudiologia, o discurso passou a ter uma nova percepção do público. Então é interessante perceber que quando você começa a falar, as portas se abrem. Não é dom ou sorte. É encontrar a pessoa certa e se expor. É uma grande metáfora para quem está começando a falar.

A rede social (2010) – Marc se junta e monta um negócio com um parceiro no quarto de faculdade em Harvard. O filme é interessante para perceber os novos meios de comunicação e a modificação da maneira das pessoas se comunicarem com estratégias já existentes. É uma grande metáfora. Mostra o poderoso impacto das redes sociais nos dias de hoje. A oratória é explorada também no filme.

O advogado do diabo (1997) – o filme tem Al Pacino como diabo. É interessante para questionar ética e ambiente (como ele molda as pessoas) e principalmente, ninguém está isento da coerção que o ambiente exerce sobre nós (o Cisne Negro também explora isso numa visão mais psicológica). Ele está sempre dando opções para o advogado, até com certa falta de ética. Nossos pais faziam isso (é estratégia de oradores antigos). Eles davam as opções em que ambas as escolhas eram interessantes apenas para eles. O ego e a vaidade fazem com que a pessoas troquem tudo: família, amor, etc. Fama e vaidade são os novos likes.

O lobo de Wall Street (2013) – na opinião de Uchoa, é uma pena o ator Leonardo Di Caprio não ganhar o Oscar, principalmente naquela cena em que ele aparece drogado tentando entrar no carro. O jovem fez fortuna no mercado financeiro, mas ficou preso por lavagem de dinheiro e fraude. Os fins não justificam os meios. Mas qual é a ética e o tribunal do travesseiro por traz disso? Neste mundo conectado vale desconfiar do bom demais para ser verdade, os modelos de pirâmides e as fórmulas de lançamento. O filme acaba com Di Caprio se transformando em guru e ajudando as pessoas. É uma crítica aos gurus de palco.

Steve Jobs (2015) – é uma obra prima que mostra o perfil sociopata dele, mas a paixão que ele tinha pelos produtos que criava. Explora também um pouco de oratória. A maior ênfase é o storytelling, como ele transmitia das ideias dele. Ele não gostava de gente, mas gostava do que estava entregando, e se transformou no garoto propaganda da marca dele, depois de muito treinamento.

Fome de Poder (2016) – A história da ascensão do McDonald’s. Após receber uma demanda sem precedentes e notar uma movimentação de consumidores fora do normal, o vendedor de Illinois Ray Kroc (Michael Keaton) adquire uma participação nos negócios da lanchonete dos irmãos Richard e Maurice “Mac” McDonald no sul da Califórnia e, pouco a pouco eliminando os dois da rede, transforma a marca em um gigantesco império alimentício.

AD News

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Entre em contato com a Maketi